Hiperconvergência é solução para agilizar funcionamento de Data Centers

As constantes transformações no mundo digital e a chegada de novas tecnologias têm exigido maior processamento de dados e espaço de armazenamento, e neste contexto, a hiperconvergência surge como uma opção para empresas aumentarem a velocidade de processamento das informações. Um estudo da Forrester mostra que até o ano que vem, o mercado mundial de HCIS, sistemas hiperconvergentes integrados, poderá movimentar quase US$ 5 bilhões.

O modelo de infraestrutura hiperconvergente, além de permitir o armazenamento massivo de dados, simplifica o gerenciamento da estrutura de TI, já que possui um sistema integrado, com políticas predefinidas, e que possibilita mais desempenho com menos hardware. Com a hiperconvergência, o monitoramento dos recursos pode ocorrer praticamente, sem intervenção manual; atingir a eficiência nos processos torna-se mais fácil, o que é algo vantajoso para muitas empresas.

A crescente concorrência entre negócios está fazendo com que aumente a necessidade de sistemas atualizados e que sejam capazes de realizar operações complexas em larga escala e de rápida execução para gerar respostas em tempo real. Segundo o consultor da Dell EMC, Marlon Menezes, pelo Portal IPNews, o fato de empresas precisarem crescer rapidamente e com escalabilidade, pede por novas abordagens de infraestrutura, e a hiperconvergência é uma delas.

“Essa tecnologia é o futuro do data center e nasceu para um ambiente totalmente virtual. A necessidade do crescimento, com flexibilidade e baixa latência, força o caminho para a hiperconvergência”, afirma Menezes.

O modelo de infraestrutura utiliza o que há de mais moderno em termos de armazenamento, componentes de última geração, e reduz expressivamente os custos com data centers, aproveitando o melhor do universo da nuvem. Custos de investimento e de operação são diminuídos, visto a eficiência de armazenamento, servidores, virtualização e das redes.

Outro benefício da tecnologia, é o fato de proporcionar uma implementação simples e rápida, podendo ser montada em até um dia. A infraestrutura contém muitos softwares pré-instalados e pré-configurados, então bastam algumas pequenas definições para começar a utilizá-la.

Porém, ainda segundo o consultor da Dell EMC, apesar dos diversos benefícios garantidos pela hiperconvergência, existem empresas que não necessitam de escalabilidade, pois possuem um ambiente controlado, e nesse caso, a infraestrutura tradicional ainda é mais recomendada. Para ele, o cenário só muda quando os gestores de TI começam a pensar na necessidade de velocidade no lançamento de novos produtos.

Atualmente, as empresas que mais podem se beneficiar dessa tecnologia são provedoras de serviços, operadoras e pertencentes ao setor financeiro, justamente pela necessidade de disponibilizar novos serviços.

Fonte: CIO From IDG, IPNews e Canal Comstor



Deixe uma resposta